• Regina Grein,

O hábito da leitura pode fortalecer crianças e adolescentes a lidarem com as frustrações

Atualizado: Out 19

De acordo com uma pesquisa desenvolvida pela universidade “The New School”, de Nova York, “o ato de ler, melhora a capacidade do leitor de entender o que os outros estão sentindo e pensando.”

O direito à leitura é garantido em nosso país, pela Lei Nº 13696 de 2018, em seu artigo 2º, incisos I, II. O Lar Sírio garante esse direito, através dos serviços prestados pela Biblioteca.


A importância do incentivo ao hábito da leitura traz inúmeros benefícios, impulsiona o desenvolvimento cerebral, a capacidade cognitiva, auxilia na alfabetização, desenvolve a criatividade, mas, o que mais se destaca dentre estes, é o desenvolvimento das habilidades socioemocionais. De acordo com uma pesquisa desenvolvida pela universidade “The New School”, de Nova Iorc, “o ato de ler, melhora a capacidade do leitor de entender o que os outros estão sentindo e pensando.” Os resultados desta pesquisa foram publicados na revista científica Science, e apontam que, “a leitura de obras de ficção é uma grande influência socializadora”, já que possibilita o despertar de emoções e sentimentos, fazendo com que o leitor reflita sobre o contexto da obra e muitas vezes se coloque no lugar de um personagem. Dentre as habilidades socioemocionais que o hábito da leitura pode fortalecer em crianças e adolescentes, estão, a empatia, o autoconhecimento, o espírito colaborativo, capacidade de lidar com frustrações e adaptar-se a mudanças, respeito às diferenças, entre outras.


A Biblioteca do Lar Sírio possibilita o acesso ao conhecimento e a informação aos nossos atendidos e colaboradores, buscando trazer não somente as literaturas clássicas, mas ainda aquelas que colaboram com os conteúdos trabalhados no projeto anual e que traduzem o gosto literário das crianças e adolescentes.


A pandemia e a leitura


Indiscutivelmente a pandemia mudou nossa rotina, a forma de trabalho, as formas de entretenimento, trouxe o isolamento social, ruas e escolas vazias, foi preciso nos reinventar, buscar novas formas de lazer, aprendizado, trabalho e de convivência. No geral as pessoas tiveram mais tempo para usufruir do convívio familiar, das brincadeiras e afazeres domésticos e de uma boa leitura em família. O Lar esteve vazio por muitos meses, mas, a Biblioteca esteve o tempo todo sendo alimentada por inúmeras doações de livros maravilhosos.


A Biblioteca do Lar, contribuiu, e esteve sempre pronta a atender as mães que nos procuraram para fazer empréstimos de livros para suas crianças, e selecionou vários livros para serem doados juntamente com as cestas básicas e de higiene, dando continuidade ao incentivo à leitura, mesmo à distância. Com o retorno gradual das crianças e adolescentes, a Biblioteca desenvolveu e colocou em prática o protocolo de segurança para bibliotecas, que trouxe maior segurança para nossos atendidos e equipe da biblioteca, mudando a rotina de circulação dos livros, os quais devem permanecer em quarentena quando retornam dos empréstimos, mantendo o distanciamento social durante as atividades no interior da biblioteca, uso obrigatório de máscara, lavagem e higienização das mãos.


Como atrair crianças e adolescentes para a leitura

Buscamos motivar a leitura espontânea, a partir de exposições temáticas, onde colocamos em destaque literaturas que se encaixem em um contexto atual/real, como por exemplo, o destaque dado agora no mês de setembro aos livros que tem como tema, sentimentos, emoções, medo, perdas, frustrações, etc., que estão ligados a campanha do “setembro amarelo”, mês de prevenção ao suicídio, e aos livros que trazem o tema flores, árvores, jardins, natureza, que fazem alusão ao início da primavera. Outro exemplo, que tem sido prática constante da Biblioteca, é destacar os títulos que podem ser de interesse de um grupo ou até mesmo de uma única criança ou adolescente, como, “Literatura em jogo”, onde destacamos os livros que tem como tema os esportes, principalmente com bola, para os meninos e meninas que amam jogos com bola. Dessa forma acreditamos promover o incentivo à leitura de forma mais lúdica. A Biblioteca também adquiriu alguns lançamentos de 2021, que trazem como tema a pandemia e seus impactos.


Para o mês de outubro teremos novidades e pretendemos implementar a “ I Feira de Troca de Livros”, convidamos todos a participar, além de montar a exposição dos livros que trazem como tema, direitos da criança e do adolescente, brincadeiras, contos de fadas, que desenvolvem o imaginário infantil, entre outras atividades planejadas pelas educadoras sociais da Biblioteca.

Regina Grein, Bibliotecária, formada pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo, lotada no Conselho Regional de Biblioteconomia da 8ª Região- SP, é Bibliotecária no Lar Sírio, há quase três anos, tendo atuado anteriormente em Biblioteca Universitária e Biblioteca Pública. Apaixonada por livros e leitura desde a infância.

Quer saber mais sobre? Assista o nosso vídeo.

Referências:

https://escoladainteligencia.com.br/

Ler ficção literária melhora teoria da mente

https://www.science.org/doi/abs/10.1126/science.1239918

LEI Nº 13.696, DE 12 DE JULHO DE 2018. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2018/lei/L13696.htm Acesso: em 25 set. 2021.


22 visualizações0 comentário