(11) 2092-4811 contato@larsirio.org.br

A Nova Era, em especial o novo momento que se vive após o início da pandemia do Corona Vírus, trouxe à tona temas não tão recentes quanto importantes. Desacelerar, pausar, olhar para dentro e compreender o que realmente o corpo e a mente precisam naquele momento, tornaram-se fundamentais para o estabelecimento de uma rotina saudável. Se antes de um evento que reconfigurou a sociedade como um todo ainda era possível ignorar o autoconhecimento e o autocentramento, atualmente, isso trata-se de manter a saúde mental em dia.

Pesquisas apontam altos riscos de estresse pós-traumático e alertam constantemente para que se os olhares sejam voltados especialmente às crianças e adolescentes. A tensão, o impedimento de ir e vir, o isolamento dos colegas e amigos, as novas, e muitas vezes confusas, metodologias de aprendizado, o medo, a angústia, as incertezas, a quebra de rotina, estão entre alguns dos motivos que fazem com que as crianças possam apresentar altos níveis de estresse, ansiedade, tristeza e depressão. Além destes, também é observado por pesquisadores que durante a infância o indivíduo tende a “absorver” os sentimentos dos pais e daqueles com quem o convívio é maior. Não é raro que uma criança apresente doença somática em razão de um estímulo emocional que aconteceu em seu meio.

Em outras palavras, há uma necessidade grande em encontrar formas de viver sob o menor nível de estresse possível, especialmente na infância, pois a saúde da infância irá influenciar na vida adulta. Para lidar com isso, uma técnica que vem sendo amplamente utilizada é a Meditação

Trata-se de um conhecimento milenar surgido no oriente, que consiste em observar o fluxo da mente. A prática deste processo, ao longo do tempo, permite que o praticante possa ter consciência do seu estado mental “natural”, reconhecendo com maior facilidade quando algo não vai bem.

Durante muito tempo especialmente no ocidente, houve o senso comum de que a Meditação era uma prática apenas para mestres e gurus, difícil de ser realizada por uma pessoa que tenha uma vida material que exija muito tempo e dedicação, como casa, trabalho, filhos, família, relacionamentos. Esta perspectiva limitada foi diminuindo conforme pesquisas mostraram os benefícios da meditação. A prática tornou-se mais popular e atualmente a variedade de ferramentas para meditar tornou o acesso possível para todo tipo de pessoa, das mais diversas culturas e idades.

Para as crianças é possível alcançar os benefícios da meditação de forma leve e lúdica. A prática do Mindfulness (uma das ferramentas da meditação) permite que a criança mantenha sua mente presente para interagir com o mundo com receptividade e confiança. Isso faz com que ela fique mais calma, consciente do que acontece ao seu redor e da sua identificação com as emoções presentes.

Além do autoconhecimento e gestão das próprias emoções, a prática de Mindfulness também ajuda a criança a focar a atenção, uma necessidade cada vez mais latente devido à crescente quantidade de estímulos que cercam o mundo infantil. No âmbito dos relacionamentos, a observação do momento presente facilita a desenvolver empatia e reduz o senso de julgamento.

Os benefícios da Meditação e Mindfulness para crianças são diversos, porém é fundamental compreender que os estímulos à prática devem ser diferentes aos dos adultos. Exigir que uma criança experimente uma Meditação adulta pode ser frustrante tanto para a criança quanto para o responsável, portanto é adequado buscar por ferramentas lúdicas para conduzir a criança ao Mindfulness de forma agradável. Embora possa parecer mais trabalhoso desenvolver formas lúdicas para apresentar a Meditação, o resultado invariavelmente será uma criança muito mais feliz.

Larissa Lima de Araujo

Professora de Yoga, especialista em Yoga para Crianças, Master em Reiki, Thetahealer e mãe. Cresci sendo estudante e buscadora de ferramentas para expansão da consciência, por influência familiar e utilizo estas técnicas nos meus ambientes de trabalho – cursos, escolas, estúdios especializados, formações e vivências.